fbpx

Conciliação de cartões: tire agora suas principais dúvidas!

Mais difícil do que aumentar as vendas, é encontrar clientes que paguem com dinheiro. Afinal de contas, o uso de cartões de crédito e débito a cada dia se torna mais popular. Nesse contexto, surge uma nova necessidade: fazer a conciliação de cartões com inteligência de negócios!

Até porque, sem uma gestão estratégica desses recebíveis, os riscos de perdas financeiras são enormes. Porém, muitos empreendedores se perguntam: o que fazer na prática?

Para começar, leia este post e descubra as respostas sobre as perguntas mais comuns na hora de fazer uma conciliação de cartões eficiente. Confira!

O que é e qual a importância da conciliação de cartões?

A conciliação de cartões é um conjunto de medidas para controlar os valores que chegam por essa via de pagamento. Assim, as transações registradas pelos departamentos comerciais são comparadas com o volume financeiro repassado pelas empresas de cartão ao negócio.

Nesse trabalho, taxas de antecipação, de operação de máquinas e das tarifas bancárias ficam sob constante vigilância. Isso permite identificar mais rápido cobranças indevidas e melhora consideravelmente a qualidade das estimativas de recebíveis.

Assim, o gestor ganha mais visibilidade sobre as oscilações do caixa e tem mais condições para agir no momento certo. A maioria dos empreendedores está sempre em busca de aumentar as vendas. Contudo, nem todos se lembram de estruturar a empresa com conhecimento técnico e recursos tecnológicos que possam sustentar esses avanços.

Quais são as perguntas mais comuns dos gestores sobre esse processo?

Se você chegou até aqui, já sabe que a conciliação de cartões é o processo de administrar as entradas de capital ao negócio por meio dessas modalidades de pagamento. Assim, a conciliação traz mais economia e segurança, uma vez que monitora as movimentações nesses canais.

Apesar disso, são comuns algumas dúvidas sobre o trabalho. Por esse motivo, preparamos um resumo com as respostas para as perguntas mais frequentes em relação ao assunto. Observe:

Por que o varejista não recebe o valor total de suas vendas?

A cada venda realizada, o sistema de cartões gera cobrança por parte das operadoras de cartões. Desse modo, é preciso acompanhar esses descontos para não perder dinheiro.

Geralmente, essas taxas variam de uma fornecedora para outra. Entretanto, em média, são cobrados percentuais de 3,3% para as operações no crédito e 2,39% para as transações efetuadas no débito.

O lojista pode ainda pedir o pagamento antecipado. Nesse caso, outros encargos são exigidos por parte das fornecedoras de cartões. Além disso, a empresa varejista, quando vende a prazo nesses sistemas, também tem de arcar com custos extras.

A conciliação de cartões abrange as modalidades de crédito e débito?

Essa é outra dúvida que costuma surgir entre gestores e empreendedores. E a resposta é sim: a conciliação de cartões gerencia ambos os tipos de processos: crédito e débito.

Como hoje em dia uma parcela significativa do recebimento de vendas chega por esses canais, o controle do caixa atinge outro patamar de qualidade com tais boas práticas.

Afinal de contas, todos os valores a receber permanecem acessíveis em plataforma única. Assim, os líderes ganham um importante aliado no planejamento.

Esse trabalho é mesmo seguro?

Sim, a conciliação de cartões é bastante segura, já que os dados das instituições financeiras, das operadoras de cartão e dos ERPs das empresas não aceitam manipulação. Por esse motivo, o lojista conquista mais segurança também em relação à veracidade das informações recolhidas.

Aliás, com conciliadores automáticos, é possível inclusive agir preventivamente no combate a golpes. Por exemplo: se as vendas não estiverem alinhadas com os valores que chegam na conta da empresa, softwares de conciliação emitem alertas.

A conciliação de cartões oferece a gestão de vendas multibandeiras?

Sim, a conciliação de cartões deve administrar várias operadoras de cartões simultaneamente. Afinal de contas, quase todos os estabelecimentos trabalham com multibandeiras.

Muitos gestores querem saber se terão problemas com isso, mas um bom contrato de conciliação se ajusta a todas as necessidades de vendas do seu negócio.

É possível conciliar vendas feitas com mais de um cartão?

Sobretudo em situações onde o valor da venda é elevado, às vezes o cliente precisa somar vários cartões para possuir o limite total necessário.

Uma solução automática deve sim prever a conciliação de transações onde o cliente tenha usado mais de um cartão.

Como a tecnologia pode contribuir para a conciliação de cartões?

Com o conciliador automático da Atos Data para o ERP Protheus, você desfruta de todos os benefícios dessa poderosa ferramenta, reconhecida no mercado internacional.

Além disso, a solução foi criada na linguagem própria do ERP, facilitando a articulação entre os programas. Veja a seguir alguns dos benefícios:

Acompanhamento informatizado dos estornos

As ocorrências de chargebacks — quando o cliente nega ter feito a compra junto a operadora de cartão — passam a ser controladas por recursos de tecnologia. Assim, são feitas interpretações analíticas quando anormalidades acontecem com um mesmo consumidor/usuário, por exemplo.

Além disso, os dados das desistências de vendas podem ser rastreados pelos gestores. Ou seja, o sistema fornece ao lojista/vendedor a chance de aprender com os erros e entender melhor o que falta para satisfazer o público de forma plena.

Unificação virtual de departamentos e parceiros

O sistema Protheus consegue executar dados de múltiplas áreas da empresa, passando pela força de vendas, controladoria e backoffice. Por sua vez, com o conciliador da Atos Data para o Protheus, as empresas ficam imediatamente conectadas aos grandes players desse nicho: Rede, Cielo, Stone, entre outras operadoras.

Além disso, a solução também se articula com serviços especializados, oferecendo integração com a Concil, por exemplo, fornecedora de tecnologia que faz o monitoramento automático dos pagamentos.

Enquadramento às leis locais

Com o ERP Protheus na sua conciliação de cartões, obrigações fiscais e tributárias são aplicadas automaticamente sobre as operações. Dessa forma, a empresa conquista uma apuração de impostos mais precisa.

Mais um recurso interessante são as funcionalidades que adaptam as operações de vendas e pagamentos às leis mais específicas de recolhimento de impostos, como as municipais.

Mas a solução também entrega atualizações constantes, tanto tecnológicas como jurídicas. Ou seja, é um sistema que de fato alivia bastante as dores de cabeça dos líderes corporativos.

Métricas e relatórios com elevada precisão de dados

O Conciliador Atos Data para ERP Protheus emite relatórios técnicos com insights valiosos e em tempo real. Mais uma vantagem é a elevada precisão dos indicadores de desempenho, com dados consistentes, exatos e rastreáveis.

Atualizações frequentes

Com a Atos Data, o gestor consegue ficar por dentro das atualizações do Protheus sem nenhuma dor de cabeça. Afinal de contas, a Atos acompanha as novas versões da TOTVS, desenvolvedora do Protheus, assim como as demais evoluções de TI desse mercado no âmbito mundial.

Portanto, modernizar a conciliação de cartões é um investimento para ontem. Afinal de contas, com a ajuda de sistemas focados, a empresa diminui custos, amplia a visão sobre as operações e acelera o ritmo do trabalho. Isso tudo com grande queda nas falhas e inconsistências.

Porém, para de fato aproveitar todos esses benefícios, é necessário contar com parceiros de TI experientes no trabalho de conciliação. Nesse contexto, temos inovação, transparência, conhecimento técnico e estrutura tecnológica. Que tal entender um pouco mais sobre a gestão desses recebíveis? Então entre em contato com a Atos Data agora mesmo!

atosdata

Esta postagem possui 0 respostas

Comentários aberto

Deixe uma resposta

Você pode usar esses atributos do HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>